11 de setembro de 2011

Não corra tanto atrás do vento




Afinal, você nem conhece o caminho dEle.
"Assim como tu não sabes qual o caminho do vento, nem como se formam os ossos no ventre da mulher grávida, assim também não sabes as obras de Deus, que faz todas as coisas".  (Eclesiastes 11.5)

O meu desejo pessoal para você, é que a gente não dê tanta importância a todas essas coisas que você e eu fazemos, pelo que você e eu vivemos correndo, pelo que tanto se luta, pelo grande poder que você e eu achamos que temos, todo esse vai e vem, esse puxa e estica, pelo que você e eu vivemos loucamente nesta nossa vida fugaz, por essa corrida maluca atrás de ricos haveres, atrás de reconhecimento, por essa grande importância que a gente acha que tem. 

Essa ansiedade toda, esse nervoso, será que vou ter dinheiro, será que o dinheiro vai dar, será que minha filha vai ser o que eu penso que ela deva ser? E meu filho, será? Afinal, quando eu estiver enterrada, quem virá me contar o que certamente vai continuar acontecendo por aqui, debaixo do sol,  sem a minha ilustre presença? E se o flamengo for campeão mundial novamente, e eu estiver enterrado, quem irá lá me contar?

Há muita gente  que já realizou seus sonhos. Sonho de uma casa muito bonita, vida financeira finalmente estabilizada, os carros, os quadros, as tantas mordomias muito merecidas após tanta luta e tanto esforço, a qualidade de vida, o canto dos pássaros de manhã, o ar puro, as caminhadas para queimar o colesterol dos churrascos, a segurança. Alguns até ultrapassaram os próprios sonhos.

Descobri, porém, que nada debaixo do sol, as mulheres mais lindas e sensuais, as maiores conquistas materiais, o Honda Civic dourado com que eu sonho, o dinheiro ferozmente poupado apenas pelo dinheiro poupado, o prestígio apenas pelo prestígio, os sonhos materiais realizados, nada nunca me satisfará plenamente, o vazio no peito sempre voltará. 

E esse vazio é o lugar de Deus no meu coração. Sem Deus, a vida não tem sentido. Porque eu e você fomos feitos à imagem e semelhança dEle, e temos cravado no peito o anseio pela eternidade. Deus pôs no meu coração o anseio pela eternidade.
E de que adianta todo este trabalho que temos debaixo dos céus?

Veja o que a palavra de Deus diz a respeito deste assunto:"Palavras do pregador, filho de Davi, rei em Jerusalém.
Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade.
Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, que faz debaixo do sol?
Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece.
Nasce o sol, e o sol se põe, e apressa-se e volta ao seu lugar de onde nasceu.
O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte; continuamente vai girando o vento, e volta fazendo os seus circuitos.
Todos os rios vão para o mar, e contudo o mar não se enche; ao lugar para onde os rios vão, para ali tornam eles a correr.
Todas as coisas são trabalhosas; o homem não o pode exprimir; os olhos não se fartam de ver, nem os ouvidos se enchem de ouvir.
O que foi, isso é o que há de ser; e o que se fez, isso se fará; de modo que nada há de novo debaixo do sol.
Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Já foi nos séculos passados, que foram antes de nós.
Já não há lembrança das coisas que precederam, e das coisas que hão de ser também delas não haverá lembrança, entre os que hão de vir depois.
Eu, o pregador, fui rei sobre Israel em Jerusalém.
E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.
Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito.
Aquilo que é torto não se pode endireitar; aquilo que falta não se pode calcular.
Falei eu com o meu coração, dizendo: Eis que eu me engrandeci, e sobrepujei em sabedoria a todos os que houve antes de mim em Jerusalém; e o meu coração contemplou abundantemente a sabedoria e o conhecimento.
E apliquei o meu coração a conhecer a sabedoria e a conhecer os desvarios e as loucuras, e vim a saber que também isto era aflição de espírito.
Porque na muita sabedoria há muito enfado; e o que aumenta em conhecimento, aumenta em dor".


Então, tudo o que há debaixo do céu é vaidade, ou seja, vão, ilusório, passageiro. Por isso temos que aproveitar o nosso tempo para buscarmos as coisas que são de cima e não as que são da terra.

"Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.
Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra". (Colossenses 3:1-2)
"Remindo o tempo; porquanto os dias são maus". (Efésios 5:16)


"Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas".
(2 Coríntios 4:18)

Viva a vida intensamente buscando as coisas espirituais, pois a recompensa é a vida eterna, uma vida que nunca se acabará.
O resto? É correr atrás do vento.

1 comentários :

Uma chuva de bençãos desça sobre sua casa!  
_..._ ..._(... (  ...).._
  (_....__..._) _(.. (  ...)
  /(_...._)(_...._..._)\
 // / / / / | \ \ \ \
 / / / / | \ \  \
/ /  /  /  | \  \  \
♥ ♥    ♥  ♥ ♥   ♥    ♥ 
♥ ♥   ♥   ♥    ♥ ♥ ♥   ♥
♥   ♥   ♥  ♥   ♥ ♥
 ´´´, •♥♪♥♪♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•
´´´¢ /Λ\♥♪♥♥♪♥♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥•
´´¢ /.....\♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥•
´¢ / ๑۩ ๑_\♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•
¢/¨๑۩۞۩๑_\´♪♥♪♥♪♥♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥
¨▓¨.♪♥♥♪.▓♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥♪♥•|||||
¨▓¨.♪♥♥♪.▓¨★★★★★¨¨¨¨¨¨¨¨¨★★★★★|||
¨▓¨.♪♥♥♪.▓¨★★★★★¨¨¨¨¨¨¨¨¨★★★★★|||
¨▓¨.♪♥♥♪.▓••••••••••••••••••••
¨♥♥======♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
¨♥♥======♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

Ósculo Santo!

***Lucy Araújo***

"Amada, o nosso bom testemunho de vida cristã começa dentro do nosso lar".
QUAL O PAPEL DO MARIDO E DA MULHER DENTRO DO LAR?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...