6 de setembro de 2011

Uma missão esquecida



 Jesus cumpriu sua missão: Esteve neste mundo amando e salvando o mais perdido pecador. Sua misericórdia nos alcança e sustenta, nos faz viver em paz e enche nosso coração de esperança. 

A vida de Jesus não se resume no seu nascimento, que é comemorado todos os anos, também não se resume nos milagres que Ele fez, nem na sua morte redentora. 

A história de Jesus não acabou naquele sepulcro tapado por uma grande pedra, pois ao terceiro dia nosso Senhor ressuscitou. Essa é a nossa vitória! O nosso Redentor vive Eternamente. 

Sem dúvida, existe um fato da vida de JESUS que muitos se esqueceram ou até mesmo nunca ouviram falar que é: A Vinda dEle. Ele prometeu e vai voltar! Vai voltar e levar para junto dEle um povo separado e fiel para morarem na linda Cidade Celestial, a Nova Jerusalém. 

Lá não haverá choro, nem tristeza, nem morte ou dor, mas a paz reinará e o gozo será eterno. Mas enquanto esse mesmo povo que Ele virá em breve buscar estiver aqui, terá uma grande missão a cumprir, seguindo sempre o grande exemplo dEle. Vamos observar com atenção o texto que está em Mateus 10.1 ao 42:

"E, chamando os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.
Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão;
Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu;
Simão o Zelote, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu.
Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos;
Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel;
E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus.
Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.
Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos,
Nem alforjes para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu alimento.
E, em qualquer cidade ou aldeia em que entrardes, procurai saber quem nela seja digno, e hospedai-vos aí, até que vos retireis.
E, quando entrardes nalguma casa, saudai-a;
E, se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; mas, se não for digna, torne para vós a vossa paz.
E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés.
Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade.
Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas.
Acautelai-vos, porém, dos homens; porque eles vos entregarão aos sinédrios, e vos açoitarão nas suas sinagogas;
E sereis até conduzidos à presença dos governadores, e dos reis, por causa de mim, para lhes servir de testemunho a eles, e aos gentios.
Mas, quando vos entregarem, não vos dê cuidado como, ou o que haveis de falar, porque naquela mesma hora vos será ministrado o que haveis de dizer.
Porque não sois vós quem falará, mas o Espírito de vosso Pai é que fala em vós.
E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão.
E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.
Quando pois vos perseguirem nesta cidade, fugi para outra; porque em verdade vos digo que não acabareis de percorrer as cidades de Israel sem que venha o Filho do homem.
Não é o discípulo mais do que o mestre, nem o servo mais do que o seu senhor.
Basta ao discípulo ser como seu mestre, e ao servo como seu senhor. Se chamaram Belzebu ao pai de família, quanto mais aos seus domésticos?
Portanto, não os temais; porque nada há encoberto que não haja de revelar-se, nem oculto que não haja de saber-se.
O que vos digo em trevas dizei-o em luz; e o que escutais ao ouvido pregai-o sobre os telhados.
E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo.
Não se vendem dois passarinhos por um ceitil? e nenhum deles cairá em terra sem a vontade de vosso Pai.
E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.
Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.
Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.
Mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.
Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada;
Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra;
E assim os inimigos do homem serão os seus familiares.
Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.
E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim.
Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á
Quem vos recebe, a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe aquele que me enviou.
Quem recebe um profeta em qualidade de profeta, receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá galardão de justo.
E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos, em nome de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão".


Vou destacar alguns versículos nessa mensagem e comentar, mas recomendo a leitura na íntegra desse texto. 

Jesus chamou seus discípulos e lhes deu poder para expulsarem espíritos imundos e curarem os enfermos. Mandou que eles pregassem primeiro ali mesmo em Israel e que anunciassem que é era chegado o Reino dos céus. 

Mandou que eles limpassem os leprosos e ressuscitassem os mortos e que fizessem tudo de graça, ou seja, sem cobrarem valores pelas obras que faziam. Deu-lhes a ordem de não possuírem ouro, prata, nem cobre e ensinou que digno é o operário do seu salário. 

Mandou que entrassem nas cidades e aldeias e que procurassem a casa de alguém digno onde pudessem se hospedar. Mandou que quando entrassem em alguma casa, a saudassem com a paz. Se a casa fosse digna, receberiam a paz, mas se não, a paz voltaria para eles. E se as pessoas não dessem ouvido ao que eles diziam, que batessem até o pó que pisaram naquela cidade. 

Mas será que essa missão já foi totalmente cumprida? Será que foi somente para aqueles discípulos? 

Eles já morreram e a história continua. Ainda existem pessoas a serem libertas dos espíritos imundos, ainda existem doentes, ainda tem quem nunca entendeu a necessidade de ter um Salvador. 

Você acha mesmo que essa ordem foi somente para aqueles doze discípulos? E hoje, quem vai continuar evangelizando? 

Temos visto muitas Igrejas, muitos homens com títulos de apóstolos, muitos que dizem pertencerem a Jesus, mas poucos fazendo o que Ele ordenou. 

Agora é a nossa vez de expulsarmos os espíritos imundos e curarmos os enfermos, em nome de Jesus. É a nossa vez de pregarmos o evangelho na nossa cidade, ou melhor, primeiro em casa, aos nossos familiares e, somente depois pensar em pregar no Brasil inteiro e até pelo mundo afora. 

Esse evangelho que prende você a uma placa de Igreja não é o de Jesus. Você não está cumprindo sua missão ao frequentar os cultos e cantar, orar e pregar dentro da Igreja. 

Nossa missão é convencer o mundo de que ele está perdido sem Jesus, mesmo que para isso tenhamos que enfrentar afrontas e desafios que nos causam temor. Ele disse que nos enviaria como ovelhas no meio de lobos. Avisou-nos que seriamos perseguidos por causa de Seu Nome. 

 “E quem não toma a sua cruz e não segue após mim, não é digno de mim" (Mt 10.38)

Lembremos dessa missão esquecida!

0 comentários :

"Amada, o nosso bom testemunho de vida cristã começa dentro do nosso lar".
QUAL O PAPEL DO MARIDO E DA MULHER DENTRO DO LAR?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...