29 de outubro de 2011

Abraão e Rebeca


ABRAÃO - atitude de um pai

Gn 24.1-8 = E era Abraão já velho e adiantado em idade, e o SENHOR havia abençoado a Abraão em tudo.E disse Abraão ao seu servo, o mais velho da casa, que tinha o governo sobre tudo o que possuía: Põe agora a tua mão debaixo da minha coxa, para que eu te faça jurar pelo SENHOR Deus dos céus e Deus da terra, que não tomarás para meu filho mulher das filhas dos cananeus, no meio dos quais eu habito. Mas que irás à minha terra e à minha parentela, e dali tomarás mulher para meu filho Isaque. E disse-lhe o servo: Se porventura não quiser seguir-me a mulher a esta terra, farei, pois, tornar o teu filho à terra donde saíste? E Abraão lhe disse: Cautela! Não faças lá tornar o meu filho. O SENHOR Deus dos céus, que me tomou da casa de meu pai e da terra da minha parentela, e que me falou, e que me jurou, dizendo: Å tua descendência darei esta terra; ele enviará o seu anjo adiante da tua face, para que tomes mulher de lá para meu filho. Se a mulher, porém, não quiser seguir-te, serás livre deste meu juramento; somente não faças lá tornar a meu filho.
Abraão era um pai extremamente zeloso em relação ao filho.
Observo algumas qualidades importantes na vida de Abraão e que merecem ser copiadas por todos os pais. Anoto algumas:
1. NÃO SER PRECIPITADO: Ao tratar do casamento de seu filho, Abraão não foi precipitado, nem esqueceu os preceitos do Senhor. Pelo contrário, procurou cuidar que seu descendente não se apartasse do que Deus queria.
Parou para planejar o matrimônio do filho. Pensou em que tipo de mulher deveria ser escolhida, quem deveria ir atrás da escolhida.
Às vezes, tomamos decisões muito rapidamente, sem avaliar as consequências. Por exemplo: Permitimos que nossos filhos vão a shows, cinemas, viagens, nas casas de colegas de escola, etc.
2. DAR O QUE HÁ DE MELHOR AOS FILHOS: Abraão escolheu seu melhor servo, o mais experiente, o mais fiel, para lhe confiar a tarefa de procurar a noiva de seu filho.
Afastar o administrador de todos os seus bens e dos empregados, por certo, causaria a Abraão um problema muito grande. O Servo governava tudo. Enviá-lo à parentela de Abraão exigiria um afastamento por muitos dias.
Muitos pais se esforçam por receber bem os irmãos em suas casas, por darem tempo para os outros, e até para satisfazerem seus desejos pessoais como a aquisição de roupas, carros, etc. Contudo, quando os filhos precisam de alguma coisa, da amizade, tempo para eles, os pais estão sempre dando desculpas ou migalhas.
Em outras palavras, muitos pais esquecem que seus filhos são os primeiros discípulos, e não valorizam suas necessidades.
Nós valorizamos as necessidades de nossa esposa? De nossos filhos?
Eu era um pai que, por certo tempo, valorizava muito mais os irmãos ou outras pessoas, do que meus filhos. Não tinha muito tempo para ouvi-los, dar-lhes amizade e participar de suas decisões.
Alguns pais estão ocupados demais com o trabalho ou com outra coisa qualquer para dar atenção aos filhos, ou para valoriza-los.  Para os outros o pai sempre encontra um tempo, gasta dinheiro com eles; mas, para os filhos é diferente.
Pegar o melhor servo é dar ao filho o melhor que temos.
3. PARTICIPAR DAS DECISÕES DOS FILHOS: Muitas vezes, nossos filhos precisam tomar decisões importantes em suas vidas, e o que fazemos? Deixamos por conta deles?
Alguns pais, mesmo discípulos, às vezes, não participam das decisões que os filhos devem tomar. Ficam alheios, e eles acabam sofrendo com as conseqüências de uma decisão equivocada.
Abraão fez o servo jurar que não escolheria uma estrangeira para Isaque, e que não permitiria que Isaque descesse aos estrangeiros.
Abraão estava cuidando da vida espiritual do filho. Entendia que era melhor o filho não casar, do que se unir com os ímpios.
Abraão sabia do risco que era deixar Isaque se misturar com os ímpios.
As vezes, pais permitem que filhos imaturos deixem o lar para morarem sozinhos ou em repúblicas em outras cidades, por conta de fazerem uma universidade.
Outros pais não tomam conhecimento com quem os filhos se relacionam; permitem que o filho vá para casa de colegas de escola para fazer trabalho, ou estudarem, sem saber onde estão, se tem alguém com eles, o que estão fazendo.

REBECA – Mulher exemplar

Gn 24.15-25 = E sucedeu que, antes que ele acabasse de falar, eis que Rebeca, que havia nascido a Betuel, filho de Milca, mulher de Naor, irmão de Abraão, saía com o seu cântaro sobre o seu ombro.16  E a donzela era mui formosa à vista, virgem, a quem varão não havia conhecido; e desceu à fonte, e encheu o seu cântaro, e subiu. 17  Então, o servo correu-lhe ao encontro e disse: Ora, deixa-me beber um pouco de água do teu cântaro. 18  E ela disse: Bebe, meu senhor. E apressou-se, e abaixou o seu cântaro sobre a sua mão, e deu-lhe de beber. 19  E, acabando ela de lhe dar de beber, disse: Tirarei também água para os teus camelos, até que acabem de beber. 20  E apressou-se, e vazou o seu cântaro na pia, e correu outra vez ao poço para tirar água, e tirou para todos os seus camelos. 21  E o varão estava admirado de vê-la, calando-se, para saber se o SENHOR havia prosperado a sua jornada ou não. 22  E aconteceu que, acabando os camelos de beber, tomou o varão um pendente de ouro de meio siclo de peso e duas pulseiras para as suas mãos, do peso de dez siclos de ouro, 23  e disse: De quem és filha? Faze-mo saber, peço-te; há também em casa de teu pai lugar para nós pousarmos? 24  E ela disse: Eu sou filha de Betuel, filho de Milca, o qual ela deu a Naor. 25  Disse-lhe mais: Também temos palha, e muito pasto, e lugar para passar a noite.
Rebeca não conhecia o servo de Abraão, mas lhe deu de beber e, depois, correu para tirar água para dar aos camelos. Ainda ofereceu hospedaria.
Nesse texto podemos notar as seguintes qualidades de Rebeca:
1. ATENTA ÀS NECESSIDADES – O Servo de Abrão não precisou pedir água para os camelos – ela percebeu a necessidade.
2. PRONTA PARA SERVIR – Rebeca poderia dizer ao servo que tirasse água do poço para dar aos camelos e aos homens que o acompanhavam. Eram 10 camelos. Ela precisaria tirar muita água. Mas, ela correu fazer o serviço. Um camelo bebe, em média, 120 litros de água em 10 minutos, ou seja, dar água para 10 camelos não foi uma tarefa fácil, muito menos rápida. Ela demorou, no mínimo, 2 horas. Imagine quantas vezes ela deve ter descido o balde no poço!
3. HOSPITALEIRA – Antes de dizer que o servo e seus acompanhantes poderiam se hospedar em sua casa, Rebeca já havia pensado no pasto e na palha que serviriam aos camelos, além do lugar de pouso para os homens. Ela se preocupou em receber bem não só o servo, mas a todos que o acompanhavam, inclusive os animais.
4. SUBMISSA – Ao ver Isaque e saber que ele era seu futuro marido, se cobriu com o véu – demonstrando que lhe estaria sujeita (Gn 24.65).
Em relação a Rebeca, Abraão deixou claro a seu servo, antes de enviá-lo, que o Senhor enviaria o seu anjo na frente para escolher a esposa certa para Isaque.
Gn 24.7 = O Senhor Deus … ele enviará o seu anjo que te há de preceder, e tomará de lá esposa para meu filho.
Nota-se que o anjo do Senhor trabalha nas vidas das mulheres que são sujeitas, seja aos pais ou aos maridos.
Considerações:
- Algumas mulheres não estão atentas às necessidades de seus maridos e de seus filhos. Pensam mais nas “necessidades” da casa – ter um móvel novo, cortina nova, tapete novo, etc.  Muitas vezes, querem tais coisas não por causa do marido ou para melhor acomodar os filhos, mas porque lhe agradam os olhos, ou para mostrar aos outros. Assim agindo, acabam ficando desatentas quanto as necessidades das pessoas: preparar almoço e jantar com alimentos saudáveis e nos horários certos; consertar as roupas; limpar os calçados, etc.
- Além de estar atenta, é necessário que tenha disposição para suprir tais necessidades. Ter coração de serva. Entender que o papel de ajudadora lhe foi dado pelo Senhor, e só entrará no reino de Deus aquelas que fazem a vontade dEle. Servir com alegria, pelo prazer de fazer o que lhe compete.
- Ao hospedar, Rebeca se preocupou não só com o convidado mas, também, com todos que o acompanhavam. As mulheres devem ter um coração aberto, para ter a casa aberta, a fim de receber os convidados do marido e dos filhos com alegria e prazer. Algumas mulheres, praticamente, empurram seus filhos para a casa de outros, vendo dificuldade em receber seus colegas ou irmãos, porque isso lhe dará trabalho (a casa ficará suja ou bagunçada).  Os filhos vão para a casa dos outros, e elas não sabem o que ocorre quando estão fora. Não se preocupam.  Abraão fez seu servo prometer que não deixaria Isaque sair de sua casa para ir morar em outras terras. Gn 24.5-6 = Disse-lhe o servo: Talvez não queira a mulher seguir-me para esta terra; nesse caso, levarei teu filho à terra donde saíste? Respondeu-lhe Abraão: Cautela! Não faças voltar para lá meu filho. 
A palavra correta a ser usada pelas mães é justamente a que Abraão usou: “cautela”.
- Rebeca se sujeitou a Isaque e este lhe amou (Gn 24.67). Ela não se sujeitou porque Isaque lhe amou. Isaque a amou porque ela se sujeitou.
- Rebeca foi escolhida para ser mãe de uma grande nação. E não foi escolhida sem motivo: era uma mulher exemplar.
Texto tirado do site:
http://fazendodiscipulos.com.br/

1 comentários :

Cheguei amiga.... Parabéns.... Já estou seguindo o seu lindo Blog...

Um Beijo me visite também...
A Paz...

Pastora, Maria Valda

"Amada, o nosso bom testemunho de vida cristã começa dentro do nosso lar".
QUAL O PAPEL DO MARIDO E DA MULHER DENTRO DO LAR?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...