22 de outubro de 2011

Em quem acreditar?




No tocante ao que virá depois desta vida não podemos de forma alguma tratar a fé como se fosse o mesmo que escolher a cor da camisa ou da calça que você vai usar hoje ou amanhã segundo os rumores inconstantes da moda. 

Caminhe alguns quarteirões pelas ruas do seu bairro, fique em frente a tv por meia hora, ou acesse a internet por alguns minutos e você encontrará todo tipo de gente ensinando todo tipo de doutrina sobre o "amanhã incerto". 

Se eu já não tivesse firmado minha fé e convicta a ponto de morrer por ela, é bem provável que eu também estaria bem confusa em meio a tantas vozes que ecoam por todos os lados.

"Deus é o mesmo" é o que dizem, embora suas doutrinas não se mostrem de forma alguma compatíveis, e por tanta informação gerar tamanha indecisão, milhares optaram por permanecerem indiferentes a tudo. 

O fato é que no final todos sabemos que só há uma verdade. Alguns terão feito a escolha certa enquanto outros já não terão tempo para se arrependerem. 

Você estará certo ao julgar que eu penso estar do lado desta única verdade, mas ao mesmo tempo aqueles que julgo estarem no engano, também são como eu, eles acreditam que são detentores da verdade. 

Logo, quem está certo? Quem está errado? 

Se estas fossem perguntas com respostas fáceis não haveriam tantas religiões pelo mundo a fora não é mesmo?

Bom, eu não tenho capacidade alguma e muito menos autoridade para convencer alguém sobre minha fé ou sobre qualquer coisa que seja, mas há algo que eu gostaria de escrever para sua reflexão. 

Eu acredito que só há um único Deus. Aquele que criou todas as coisas estabelecendo propósitos para cada uma delas. Acredito que Ele é soberano e que nenhum dos seus planos podem ser anulados. Acredito que Ele é bom e não mal. Que é amor e não ódio; e é indiscutivelmente justo. Que nos criou com propósito para a vida e não para a morte. Ele é Deus que em sua infinita sabedoria nos dotou de vontades e nos confiou o poder para fazermos escolhas. 

Ele nos deu discernimento entre o que é bom e o que é ruim. Entre o que edifica e o que destrói. Ele nos dotou da capacidade de amarmos e de odiarmos. E depois de tudo, com profundo zelo, nos instruiu a escolhermos o que é bom, perfeito e agradável para que assim pudéssemos ter vida e vida em abundância, através de seu Filho Jesus Cristo. 

Mas parece que nem sempre nós damos a devida atenção aos Seus conselhos e acabamos escolhendo seguir por caminhos de dor, de decepções, de tristezas, de solidão, de angustia, de medo e morte. 

Mesmo quando fazemos o bem que acreditamos que deve ser feito, permitimos que o orgulho se levante com lisonjas e acaricie nosso ego fazendo-nos acreditar que somos verdadeiros santos, deuses na terra, ou então que somos, no mínimo, melhores que outros. Mas quão enganoso é o nosso coração! Quão miseráveis nós somos! 

Porém inacreditavelmente Deus ainda consegue estender sobre nós o Seu olhar de compaixão e por Sua infinita misericórdia Ele nos concede mais um dia de vida na expectativa de que venhamos a reconhecê-lo, nos arrependamos e O amemos. 

Talvez durante todos estes anos você tem buscado respostas, mas até hoje não conseguiu ouvir a voz de Deus. Você até está tentando, seguindo alguma religião, filosofia ou doutrina, mas ao mesmo tempo que tudo parece estar bem, subitamente você percebe que aquele profundo vazio ainda está ali. 

Isso acontece porque muitos buscam Deus em algum lugar físico fora de si mesmos, quando na verdade Ele pode ser achado perto de nós, no íntimo da nossa alma, pois Ele mesmo foi quem nos instituiu Sua morada, templo do Seu Espírito Santo, lugar da Sua habitação. 

Devemos buscá-lo de todo o nosso coração, com todas as nossas forças e então o acharemos. Pode ter certeza de que antes de você querer encontrá-lo Ele é quem quer ser achado. 

Meu conselho é que por um momento você se afaste de tudo e de todas estas vozes que apontam inúmeras direções diferentes e com um coração sincero, em oração, você declare que deseja de toda a sua alma conhecer a verdade que nos liberta de todo o engano. 

Declare que você anseia conhecer o Caminho e a Vida. É importante que para isso você realmente esteja disposto(a) a abandonar todo o resto, pois tenho plena certeza de que Deus vai se revelar a você, e então você estará em segurança, já não haverá mais aquele vazio na alma, pois não será nenhum homem quem estará te instruindo, mas sim o próprio Deus, aquele que te criou para um propósito exclusivo. Ele te guiará a toda a verdade. Sim, Ele te libertará!


"Senhor que, apesar de todos os enganos ensinados mundo a fora, esta pessoa, que agora se acha constrangida a se dar mais uma chance para te conhecer, tenha olhos para te ver e ouvidos para te ouvir. Amém."

0 comentários :

"Amada, o nosso bom testemunho de vida cristã começa dentro do nosso lar".
QUAL O PAPEL DO MARIDO E DA MULHER DENTRO DO LAR?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...