7 de outubro de 2011

Não aborte à cristo




"Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós;

Eu bem quisera agora estar presente convosco, e mudar a minha voz; porque estou perplexo a vosso respeito".  (Gálatas 4:19-20)


Quando nos deparamos pela primeira vez com as Boas Novas, com o Evangelho de Jesus, se desejarmos seguir pelo único Caminho(estreito) que ele nos aponta, então, não há como fugir de um princípio conhecido por "nascer de novo"


O fato é que durante muito tempo eu acreditei que este novo nascimento se tratava realmente de algo sobre eu mesmo, tipo, "eu tenho que nascer de novo", no entanto não é disso que o evangelho trata. Nestes últimos dias eu estive refletindo sobre esta questão e cheguei a conclusão de que este novo nascimento se trata de Cristo em nós e não o contrário. 


Quando vamos para Jesus, não deveríamos ter em mente que vamos nascer de novo, mas sim, que vamos dar inicio a um processo de morte, esta é a verdade. Ir até Cristo se trata exclusivamente de morte em muitos sentidos. 


Quando você olha as boas novas deste ponto de vista, todo o evangelho passa a ter um significado mais preciso de entendimento, principalmente diante das diversas declarações contidas nos ensinos do Mestre, como por exemplo: 


"Quem não toma a sua cruz... não é digno de Mim", "Quem achar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por minha causa, achá-la-á"(Mt 10:38-39). 


Jesus está claramente aqui falando de um tipo de morte, sem a qual, segui-lo, não faz o menor sentido. Ele usou o termo "cruz", a qual devemos carregar, tipificando morte diária, contínua. O verdadeiro arrependimento seguido de morte resulta no que chamamos de batismo. 


Sem os dois primeiros, o batismo pode até te ligar a uma religião, mas não te liga a Cristo de maneira alguma, por isso João, o batista, foi enviado para preparar o caminho do Senhor e sua pregação era totalmente centralizada em arrependimento. 


Esta é a essência do Evangelho de Jesus, qualquer outro evangelho que não aponte arrependimento para chegar a Cristo, não vem de Deus e deve ser refutado. Nos arrependemos e assim damos inicio ao nascimento de Cristo em nós. Veja o que diz em Colossenses 1:26-27: 
"O mistério que esteve oculto durante séculos e gerações, e que agora foi manifesto aos santos. A eles Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, esperança da glória". 


Se realmente entendermos o significado real do batismo então devemos saber que ali Cristo começou a ser formado em nós. Uma vez que este primeiro passo foi dado, espera-se que Cristo cresça em nós dia após dia, o que por sua vez significa morte diária. 
Por isso Paulo declarou: 
"morro a cada dia, para que Cristo viva em mim". 


Outro texto de Paulo que nos dá um pouco mais de luz quanto a este assunto é este: 
"...até que todos cheguemos a unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não sejamos mais meninos, inconstantes, levados ao redor por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia induzem ao erro"


Vamos entender isso, se a medida em que você morre, Cristo cresce em você, o resultado disso será a plenitude de Cristo em você, em outras palavras você seria um discípulo que cumpriu a carreira e guardou a fé. 


Obviamente este é um longo caminho a ser percorrido, no entanto é o único alvo que devemos ter, se é que estamos em Cristo e Ele está em nós. 


Uma vez que você entendeu esta primeira parte, quero agora entrar no tema deste artigo. De imediato quero dizer que a religiosidade e as tradições dos homens são um tipo de droga alucinógena que diz que você pode ser um cristão sem sentir dor, mas o fato é que você não pode! 


Se te apresentaram um cristianismo onde você não precisa abrir mão de quase nada, sinto muito mas mentiram para você. A religião em todos os tempos, especialmente nos dias de hoje, tem se mostrado mundo de engano, por onde milhares de pessoas estão seguindo cegamente e "felizes". Pelo menos acreditam que o que sentem trata-se de felicidade, mas como vimos não há felicidade real fora de Cristo, bem como não há como estar em Cristo sem perder a nossa própria vida. 


"Se você escolhe preservar a sua vida, automaticamente você exclui a verdadeira Vida". 


O que tenho visto hoje, é que a religião esta formando um tipo de cristão que não está nem um pouco preocupado por estar abortando Cristo. É lamentável ver milhares de "crentes" vivendo naturalmente, sendo que Cristo deixou de ser formado neles há muito tempo, e a evidência disso é o quanto estão buscando saciar seus desejos com as coisas deste mundo. 


Não olham mais para a cruz, pois os seus olhos estão voltados para os cifrões de uma prosperidade mundana, oferecida por lobos que manipulam a bíblia com o único intuito de fartarem suas concupiscências carnais. Como Paulo declarou, no versículo citado no início deste artigo: é de ficar perplexo ao olhar para o cristianismo de hoje. 


Estou cada dia mais certa quanto ao fato de que estes que se auto intitulam apóstolos, profetas ou seja o que for, são o juízo de Deus para todos aqueles que tendo coceira nos ouvidos buscam barganhar com Deus usando o nome do Seu Filho para autenticar suas mentiras. 


Caro leitor (a), por amor a Deus e a Jesus, fuja deste engano! Por amor a sua própria vida morra e permita que Cristo seja formado em você. 


Não importa quanto tempo você diz ser um cristão nascido de novo, se a cada dia você não estiver ficando mais e mais parecido com Ele, então é certo que você O abortou em algum lugar do caminho.
     

Quer ser discípulo de alguém, seja de Cristo, pois também está escrito:


"Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam". (João 5:39)

0 comentários :

"Amada, o nosso bom testemunho de vida cristã começa dentro do nosso lar".
QUAL O PAPEL DO MARIDO E DA MULHER DENTRO DO LAR?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...