" Toda mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola derruba-a com as suas mãos". (Provérbios 14:1)

21 de dezembro de 2011

E sede praticantes da palavra, e não somente ouvintes


"E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos.


Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla ao espelho o seu rosto natural;


Porque se contempla a si mesmo, e vai-se, e logo se esquece de como era.


Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecidiço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito". (Tiago 1:22-25)


Não existe cristianismo sem a verdadeira prática cristã no dia a dia. Um dos pilares fundamentais que sustentam a vida do cristão é o seu comportamento condizente com a Palavra de Deus.

O PLANO DIVINO PARA A SALVAÇÃO DO HOMEM

 O Mundo Está no Maligno


Os dias atuais são difíceis. O mal parece dominar o bem. O pecado escraviza as pessoas de tal forma que elas se tornam insensíveis para fazer distinção entre o que é certo e o que é errado. O errado assume o lugar do certo e passa a ser aceito com a maior facilidade. 


Este é o mundo em que vivemos. A sociedade sofre a ação de satanás porque os homens rejeitam a Deus. O coração do homem está transbordando de ódio, de vingança, de mentira, revolta, maldade, desejo de poder, inveja, angústia, amargura, falta de paz. Tudo isso porque não quer reconhecer que é um pecador e que precisa voltar-se para Deus. Jesus, o Filho de Deus veio ao mundo justamente para mudar essa situação.
Os Cristão Primitivos


Quando Jesus viveu aqui na terra ensinou e pregou acerca do reino de Deus, centenas de pessoas tornaram-se seus discípulos. E, ao subir para o céu, o Senhor deu-lhes a incumbência de tornarem-se suas testemunhas, dando continuidade à Sua Obra. Deveriam praticar as mesmas ações que Ele com poder e ousadia, como está escrito:
 "Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai". (João 14:12)


E foi justamente o que aconteceu. Os cristãos dos primórdios da Igreja foram fiéis ao mandado do Senhor (Marcos 16.15).


Ser Cristão de Verdade
                                                                                                                                                                 
É comum encontrar pessoas que se denominavam cristãos apenas porque freqüentam uma denominação evangélica de vez em quando, ou porque a mãe ou pai são crentes. São o procedimento, a atitude, as palavras e a convicção da salvação em Cristo Jesus que de fato mostram se a pessoa é um verdadeiro cristão.

FAZENDO A DIFERENÇA

 O crente não é aquele que apenas diz ser. O cristão é aquele que pratica o evangelho.
Atitudes Equivocadas


Algumas pessoas interpretam erradamente os textos bíblicos e começam a praticar ações desmedidas em nome da espiritualidade. Por exemplo: gritaria, danças, rolar pelo chão, nada disso traduz espiritualidade e nem deve ser considerado a verdadeira prática do evangelho, pois nada disso vemos escrito nas escrituras sagradas. 


Muitos usam tais práticas, mas o coração está cheio de rancor, de ódio, de falta de liberar perdão; está cheio de perversidade, orgulho, mentira e outros tantos pecados. Ser diferente é dar testemunho, com suas palavras e com suas ações, demonstrando que Cristo é o Senhor de sua vida. É rejeitar o erro e a mentira, renunciando o mundo e apegando-se ao bem e à verdade, que é Cristo Jesus.

Comparações Feitas Por Jesus


Para ensinar assuntos profundos, de âmbito espiritual, o Senhor Jesus sempre usava exemplos práticos de coisas do dia-a-dia, vivenciados por seus ouvintes. Sempre partia do conhecido para explicar o desconhecido. Vejamos alguns exemplos de comparações feitas por Jesus.

1)- Vós sois o sal da terra -  Com certeza não existe coisa mais comum e mais conhecida do que o sal em função do seu uso. O sal, é pois, um tempero indispensável, ele dá gosto na comida.

a)- Propriedades do sal -  Ele é de grande importância na alimentação, quando usado sem excesso. Conserva e dá sabor agradável aos alimentos e dá destaque ao paladar. Possui a grande propriedade de preservar o alimento para este não deteriorar. Imagine se a água do mar não contivesse sal, com a imensidão de dejetos jogados nele, o que seria da humanidade?


Jesus comparou os cristãos ao sal. Nós somos o sal da terra, ou seja, nós é que temos que dar gosto à este mundo mal.


b)- O uso do sal -  Em Êxodo 30.35 está registrado que o Senhor ordenou a Moisés que preparasse o incenso para uso no tabernáculo, conforme a arte dos perfumistas, temperando-o com sal. Lê-se, também, em Levítico 2.13 a recomendação de Deus para que se temperasse com sal todos os manjares recebidos como ofertas. O sal era também usado para dar sabor aos alimentos oferecidos aos sacerdotes. Servia para conservá-los e era tido como símbolo de comunhão. 


O mesmo texto fala que não deveria deixar faltar o sal do concerto de seu Deus. O sal era visto como algo indestrutível pelo fogo, daí ser considerado como símbolo das alianças que, entre os sacerdotes e Deus, deveriam perdurar para sempre. O sal usado em um sacrifício o valorizava e dava-lhe o sentido de durabilidade (Números 18.19)


Em II Crônicas 13.5, a Bíblia fala sobre um concerto de sal feito entre Deus e Davi, demonstrando assim a conservação e a preservação pretendida em tal concerto. Quando o sal tornava-se impuro e não servia mais para ser usado nos ritos sacrificiais, era lançado pelo chão, ao redor do templo para impedir que o terreno se tornasse escorregadio. Desta forma, o sal passava a ser pisado por todos que por ali transitasse.
 "Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens". (Mateus 5.13).


2)- Vós sois a luz do mundo - A luz, à semelhança do sal, possui também qualidades especiais. Ao brilhar, afasta as trevas. Todo cristão deve refletir a luz que vem de Cristo Jesus (João 1.9). 


Paulo disse que o cristão deve resplandecer no mundo.
 "Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo". (Filipenses 2.15). 


A presença do cristão, assim como a presença da luz deve ser notada por todos (II Coríntios 3.2). 
Quando Deus ordenou a Moisés sobre a construção do tabernáculo, Ele preocupou-se com a iluminação constante (Êxodo 25.31-40). Aquela luz era indispensável. Uma luz material que simbolizava a luz espiritual permanente naquele lugar. Mas o que o mantinha as lâmpadas acesas? Era o óleo puro que os sacerdotes colocavam continuadamente nos candeeiros.


a)- Condições para brilhar O óleo é um dos símbolos do Espírito Santo. Para o cristão ser luz e brilhar, é necessário que tenha em si o Espírito Santo. É a chama do Espírito Santo no coração do cristão que o faz diferente, que lhe concede condições de viver em concordância com a palavra de Deus e ter testemunho autêntico. 


Jesus nos chamou para a Sua maravilhosa luz (I Pedro 2.9). A luz de Jesus refulge através do cristão. Esse brilho deve ser intenso a fim de dispersar as trevas do pecado.
"Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;

Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus". (Mateus 5:14-16)

"Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz". (1 Pedro 2:9)

CONCLUSÃO


Viver o evangelho é fazer a diferença. É agüentar as críticas por não compartilhar com a vida mundana e pecaminosa, mas viver buscando a santificação sem a qual ninguém verá o Senhor (Hebreus 2.14)


Viver o evangelho é praticar o que Jesus determinou. É necessário, pois, que cada cristão firme um propósito de ser “o sal da terra e a luz do mundo”, dando um testemunho digno de ser chamado cristão. 


"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.


Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?


E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.


Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;


E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.


E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;


E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda. (Mateus 7:21-27)
Tendo, portanto, o fundamento firme na Rocha que é Jesus.


Cada cristão deve pois guardar a palavra de Deus no coração para não ser levado a pecar e, dessa forma desagradar a Deus. 
"Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti". (Salmos 119:11)


Que possamos ser verdadeiros praticantes da palavra do nosso amado Deus, pois Ele só pede coisas boas de nós.


Que Deus possa continuar te abençoando, amém.



0 comentários :

"Amada, o nosso bom testemunho de vida cristã começa dentro do nosso lar".
QUAL O PAPEL DO MARIDO E DA MULHER DENTRO DO LAR?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...