5 de março de 2012

Nossa Boca Deve Ser Consagrada a Deus





"Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,

Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo". (1 Pedro 3:15-16)


Pedro, quando fala que devemos santificar a Cristo como Senhor em nosso coração, em sua primeira carta (3.15-16), sugere que devemos escolher o momento certo para falarmos. 


O sábio Salomão diz que não é bom proceder sem refletir e peca quem é precipitado” Provérbios 19.2. 
Grande parte dos problemas que surgem em nossos relacionamentos tem origem na falta de cuidado. Somos muito rápidos em abrir nossa boca e acabamos negligenciando a sabedoria que existe em refletir antes de falar. 


As palavras têm o poder de criar situações, de modificar ambientes, de alegrar, de entristecer, de aproximar ou afastar as pessoas.As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, SENHOR, rocha minha e redentor meu!" 

Nosso Falar Determina Vida e/ou Morte



Qualquer coisa de  valor tem preço alto. Devemos estar dispostos a controlar a língua pelo bem do corpo de Cristo. 
Ora, a língua é fogo, é mundo de iniqüidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno.” Tiago 3.6.


Podemos evitar o mal por meio de conversas saudáveis e edificantes, através do cultivo de uma vida espiritual autêntica e da consagração e santificação de nossos lábios (I Pedro 3.10-12; 15-17). 
"Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano.
Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a.
Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal". (1 Pedro 3:10-12)



"Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,
Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo.
Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal". (1 Pedro 3:15-17)



O que falarmos pode significar a valorização de alguém ou a sua completa desmoralização. 
“ Meus irmãos, muitos de vós não sejam mestres, sabendo que receberemos mais duro juízo.


Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo.


Ora, nós pomos freio nas bocas dos cavalos, para que nos obedeçam; e conseguimos dirigir todo o seu corpo.

Vede também as naus que, sendo tão grandes, e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme para onde quer a vontade daquele que as governa.

Assim também a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia.

A língua também é um fogo; como mundo de iniqüidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.

Porque toda a natureza, tanto de bestas feras como de aves, tanto de répteis como de animais do mar, se amansa e foi domada pela natureza humana;

Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.

Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.

De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim.

Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?

Meus irmãos, pode também a figueira produzir azeitonas, ou a videira figos? Assim tampouco pode uma fonte dar água salgada e doce.

Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria". (Tiago 3:1-13)


A Língua é o Orgão Favorito do Diabo Para Destruição


Na batalha espiritual, a maior dificuldade que temos é a de controlar a língua. “Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo.” (Provérbios 16.24).  


Se não atentarmos para a Palavra de Deus, podemos cair, e feio! A língua é o órgão favorito do diabo para destruir uma pessoa, uma família, a Igreja. Temos que tomar muito cuidado com o que pensamos, pois a nossa vida é dirigida pelos pensamentos  verbalizados. É incrível a diferença que uma simples palavra ou ação faz em nossa vida. Uma conversa maldosa pode causar grandes males ao povo de Deus e ao testemunho da Igreja do Senhor Jesus no mundo.
Uso Perfeito da Nossa Boca


Devemos usar as nossas palavras sempre coma finalidade de edificar o nosso irmão e anunciar as Boas- Novas  (Romanos 10.15). Procurar falar com calma, controlar as emoções, respeitar as diferenças, colocar-se no lugar  do outro, ser honesto e transparente. Abster-nos de maledicência, entregarmo-nos à prática do que é bom, sermos justos e verdadeiros. 


“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para a comunicação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem.” (Efésios 4.29)


CONCLUSÃO


Quando falamos, utilizando nossa língua para o bem de quem nos ouve, desfrutamos de benefícios e recompensas. Deus usou dezenas de pessoas para comunicar Seu amor ao homem. A uns falou mansamente, a outros com experiências mais fortes, mas o objetivo Dele era transformar essas pessoas em portadores das Boas-Novas. 


As formas como Ele usou os personagens bíblicos foram as mais diversas, sempre respeitando a situação em que eles viviam. Se procurarmos por em prática os princípios da Palavra de Deus em nossa vida, em nossa família e e no meio da Igreja, Deus certamente fará grandes realizações e poderemos ver os resultados de Sua operação. 


“ Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado.” (Mateus 12.36-37. 


Que das nossas bocas só venha sair bençãos e não maldições.
A paz de Cristo.

0 comentários :

"Amada, o nosso bom testemunho de vida cristã começa dentro do nosso lar".
QUAL O PAPEL DO MARIDO E DA MULHER DENTRO DO LAR?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...