18 de abril de 2012

Exemplos de vida


Daniel, Hananias, Misael e Azarias, homens que diante da oportunidade do pecado, dos valores mundanos, do poder, das riquezas e da soberba do conhecimento, não se contaminaram e permaneceram fiéis em tudo ao Senhor. Viveram numa época de prevaricação por parte de Israel, quando o povo se rebelou contra Deus e o pecado dominava. 

Quando Nabucodonosor, rei da Babilônia, tomou Judá, tal como fazia com outras nações, levou alguns jovens bem selecionados para aprenderem a ciência e a língua dos caldeus, e então assessorar o rei. Era uma forma de manter suas conquistas. Entre eles foi Daniel, Hananias, Misael e Azarias. 

A Bíblia diz que Daniel “assentou em seu coração não se contaminar com a porção do manjar do rei” (1:8). Assim os quatro recusaram as dádivas da Babilônia e prosseguiram na dependência de Deus. A Bíblia diz que Deus conferiu a eles conhecimento e inteligência (1:17).

Eles foram escolhidos para assessores do rei da Babilônia (1:19), em razão da sabedoria encontrada neles. Eis aqui um momento em que muitos perderiam completamente seu caráter de peregrino neste mundo e passariam a mesclar os valores mundanos com uma fé corrompida. Infelizmente muitos têm se deixado levar pelos prazeres deste mundo mau.

Mas não foi assim com eles. O Rei determinou que todos adorassem os deuses da Babilônia, caso contrário seriam lançados no fogo. Hananias, Misael e Azarias, cujos nomes foram alterados para Sadraque, Mesaque e Abede-Nego (1:7) foram firmes diante do rei e anunciaram: 



“Fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste” (3:18). 


O rei se encheu de ira e os condenou à morte no fogo. Ao ver o livramento que Deus deu a seus servos na fornalha (3: 24-28) e estando o rei extremamente perplexo pela convicção deles em ir ao fogo em fidelidade a Deus, reconheceu que Deus era verdadeiro (3:29). A Bíblia diz que o rei fez prosperar aos três (3:30), mas eles continuaram firmes e inabaláveis na sua fidelidade a Deus. 

Belsazar sucedeu a Nabucodonozor, e blasfemava do Senhor (5: 1-4). Quando Deus proferiu sua sentença de ruína através de um escrito misterioso na parede (5: 5, 25-28), o rei recorreu a Daniel, cujo nome tinha sido mudado para Beltessazar. Este diz apenas ao rei que seu reinado estava condenado por causa do pecado e seria destruído (6:28)



Naquela mesma noite, Dario, o medo, ocupou a Babilônia e matou a Belsazar.  E Deus fez prosperar Daniel no império persa como um príncipe, tal era a sabedoria que Deus tinha lhe dado. Mas Daniel tinha seu compromisso com Deus acima de todas as coisas e por isso foi lançado na cova dos leões (6: 11-16), pois não deixou de orar, como era de costume, onde Deus mais uma vez demonstrou seu poder e o livrou (6:22).
Podemos perceber o quanto Deus é fiel aqueles que são fiéis com Ele.


As experiências desses homens deveriam produzir em nós tremenda vergonha, pois somos muito frágeis. Daniel e seus amigos não negociaram sua fé por causa de títulos humanos. Foram à fornalha e a cova dos leões, mas permaneceram inabaláveis e santos. Quantas vezes nos acovardamos ou nos envergonhamos de Deus, ou do seu Filho Jesus?
Qualquer luta, prova, ou tribulação nos desanimamos e muitas das vezes murmuramos da situação.


Muitas das vezes somos provados na nossa fé, para ver se vamos negar à Deus. Nossos irmãos do passado deram suas vidas por amor ao Filho de Deus, e quantos hoje também  têm dado suas vidas por amor à Cristo?
E nós será que teríamos esta mesma coragem?
Visite o site da Missão Portas Abertas, e você saberá mais sobre nossos irmãos que estão dando suas vidas por amor à Cristo.

Não foi por acaso que Daniel descreve toda a história da humanidade, desde seus dias (por volta do ano 600 a.C.) até nossos dias (mais de 2.600 anos após), conforme recebeu por revelação divina. Sobre ele, dois textos são tremendos: 






“Estando eu (Daniel) ainda falando e orando, e confessando o meu pecado, e o pecado do meu povo Israel, e lançando a minha súplica perante a face do SENHOR, meu Deus, pelo monte santo do meu Deus, Estando eu, digo, ainda falando na oração, o varão Gabriel, que eu tinha visto na minha visão ao princípio, veio, voando rapidamente, e tocou-me, à hora do sacrifício da tarde. Ele me instruiu, e falou comigo, dizendo: Daniel, agora saí para fazer-te entender o sentido. No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para to declarar, porque és mui amado...”

“Então me disse: Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras;
e eu vim por causa das tuas palavras. (10:12) 

Por causa da fidelidade de Daniel, Deus o ouvia, e o atendia. 
Que privilégio !!!!!!!

Que possamos ser exemplos de vida também, e temermos à Deus e não aos homens, pois só Deus tem poder de nos dar a vida eterna.

"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?" 
(Mateus 16:26)

Que Deus te abençoe e te use, em nome de Jesus.

1 comentários :

vim desejar um final de semana abençado, brigado por visitar meu blog!
te amu mãeeeeeeeee!

"Amada, o nosso bom testemunho de vida cristã começa dentro do nosso lar".
QUAL O PAPEL DO MARIDO E DA MULHER DENTRO DO LAR?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...